10
jul

NEUROARQUITETURA PODE MELHORAR A QUALIDADE DOS AMBIENTES

Você tem ideia do que é Neuroarquitetura? Diversas pesquisas têm revelado que a cada vez maior a preocupação com qualidade dos ambientes em que vivemos. Mas o que a neurociência tem haver com isso?

Quando falamos em arquitetura e neurociência parecem campos opostos, mas a relação entre as duas áreas do conhecimento vai muito mais além do que muitos imaginam. Levando em consideração que a relação do homem com o meio é fundamental para seu desenvolvimento. A maneira como os espaços construídos são organizados é um fator importante no desenvolvimento cognitivo e na interação do ser humano-ambiente, o ambiente construído tem ligação direta com nossas percepções cerebrais.

Nesse sentido, alguns fatores ambientais como: luminosidadetemperaturaacústica e ventilação são importantes elementos na configuração de um ambiente de qualidade. Dentre estes fatores a cor, também se destaca como geradora de conforto e saúde. Essa relação entre neurociência e arquitetura vem sendo denominada de Neuroarquitetura. Os estudos da neuroarquitetura podem ser aplicados em diversos ambientes: corporativoescolarhospitalar, entre outros.


NEUROARQUITETURA: AMBIENTES CORPORATIVOS

É importante pensar espaços corporativos mais humanizados, pesquisas cientificas apontam que o ambiente construído de trabalho influencia diretamente na motivação e comportamento do trabalhador. Um espaço de trabalho deve atender as necessidades físicas e psicológicas do trabalhador, podendo promover maior produtividade e humanização.


Neuroarquitetura
Credito: Rsdesign

VEJA UM POUCO MAIS SOBRE ARQUITETURA HOSPITALAR!


NEUROARQUITETURA: AMBIENTES ESCOLARES

Os ambientes escolares devem possuir uma adequada infraestrutura para serem promotores de conforto e segurança. Além de levar em conta as condições térmicas, luminosas e acústicas, é necessário que os projetos de escolas pensem edificações que possam gerar bem-estar e aproveitamento didático dos usuários que estejam nesses ambientes.


NEUROARQUITETURA: AMBIENTES HOSPITALARES

O ambiente hospitalar já é hostil por natureza, tornar esses espaços mais humanizados é essencial para promover bem-estar e auxiliar no tratamento dos usuários. Nesse sentido, os conceitos da neuroarquitetura podem trazer grandes benefícios para o meio hospitalar. As cores, por exemplo, podem ser colocadas no ambiente hospitalar com intuito de diminuir o stress e trazer tranquilidade. Por isso, prefere-se as cores mais claras nesses ambientes.


neuroarquitetura
Credito: Espaçosaúdedamulher

O termo Neuroarquitetura já é discutido há algum tempo fora do Brasil e vem sendo cada vez mais difundido nacionalmente. Se você tem interesse sobre o assunto existem cursos em diversos lugares do país com intuito de levar os conceitos de neuroarquitetura para estudantes e profissionais da área de arquitetura e design de interiores.